quinta-feira, 9 de julho de 2015

Oração da Unidade

Antes de tudo, Jesus, o Doutor e Senhor da unidade, , Jesus, o Doutor e Senhor da unidade, não quis que a oração fosse individual e privada, de modo que ao rezar cada um pedisse por si. Com efeito não dizemos:" Pai meu que estás no céus", nem "o pão meu". Cada um não pede que as sua dívidas lhe sejam descontadas, e não é só por si próprio que pede para não cair em tentação e ser livrado do maligno. Para nós, a oração é pública e comunitária; e quando rezamos, não intercedemos por um só, mas por todo o povo; porque nós, todo o povo, somos um.



O Deus da paz e o Senhor da concórdia, que ensinou a unidade, quis que um só rezasse por todos, tal como Ele próprio rezou com todos os homens. Os três jovens hebreus presos na fornalha ardente observaram esta lei da oração [cf. Dan 3,15]; e, depois da Ascensão do Senhor, os apóstolos e os discípulos rezavam deste modo: "perseveravam unidos na oração, com as mulheres, com Maria, Mãe de Jesus, e com seus irmãos" [cf. At 1,14]. Num só coração, perseveravam na oração; pelo seu fervor e amor mútuo, testemunhavam que Deus, faz com que os homens unânimes habitem numa mesma casa [cf. Sl 67,7], só admite na sua morada eterna aqueles cuja oração traduz a união das almas.

http://docuranossasalve.blogspot.com.br/search/label/Medita%C3%A7%C3%B5es.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...