sábado, 3 de outubro de 2015

Vivendo as mudanças

"Ela vive suas mudanças com fé e determinação. Seus olhos brilham em meio a um mundo que lhe diz: mudanças devem ser evitadas, busque a estabilidade. Mas ela sabe que a tal da estabilidade idealizada por tantas e tantas pessoas é na verdade uma falsa sensação de algo que não se tem nessa vida, e que mudanças ocorrem a todo o momento, e tentar impedi-las, certamente, é querer ser Deus.
Por ser tão jovem suas palavras não tem credibilidade entre aqueles que a cercam, então essa menina simplesmente tenta aprender, sem presa, mas com uma vivacidade e fortaleza que tem uma filha de Maria.
Em meio a tantas falácias e apontamentos que se encontra em seu caminho, a bela flor de Deus cresce milagrosamente em meio às pedras rochosas que se encontra em sua caminhada em direção à Ele. Muitos não compreendem suas escolhas, outros a desprezam, alguns acham uma tolice e que certamente desistirá; e poucos certamente enxergaram sua pureza e fé misturada com a beleza da alma, delicadeza do céu e uma grande força que vem de Deus.
Revestida pelo manto de Nossa Senhora, essa jovem moça escolhe cuidadosamente o que se deve deixar para trás, desapegar de tudo que faz mal para a sua alma. É um momento difícil, mas, são através dessas mudanças que o milagre acontecerá, e é onde nasce a necessidade de que Ele cresça para que ela diminua, para que se sinta a presença de Deus em cada momento de vida.
Mas, existem momentos aonde a fraqueza toma conta dela, aonde o peso das bagagens se torna insuportável, são nesses momentos em que ela se ajoelha diante do sacrário e se preenche de Jesus Cristo, como uma criança se alimentando no ventre de uma mãe, em uma relação verdadeira de amor incomparável.
Persistentemente, ela continua andando, pois a caminhada é longa e as bagagens que a moça leva consigo são pesadas, mas graciosamente libertadoras. Não digo que o peso o qual carrega não lhe incomoda durante sua caminhada muitas vezes, mas a grande questão está na plena consciência do que se busca e aonde se quer chegar."
São Josemaria Escrivá disse uma vez:
“Não desanimes. – Eu te vi lutar... A tua derrota de hoje é treino para a vitória definitiva. Sei que te portaste bem..., apesar de teres caído tão fundo. – Sei que te portaste bem, porque te humilhaste, porque retificaste, porque te encheste de esperança, e a esperança te trouxe de novo ao Amor. – Não faças essa cara boba de surpresa; de fato, te portaste bem! – Já te levantaste do chão. “Surge”, clamou de novo a voz poderosa, ”et ambula!” (Levanta-te e anda!) – Agora, ao trabalho!” 

(Livro: Caminho)
(Texto de Larissa Maria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...